• Sede Histórica Copacabana

    Um lugar especial para uma experiência singular: esta semana nossa Escola completará 46 anos!

    Inaugurada pelo próprio Sistematizador DeRose em Copacabana, no coração da Zona Sul do Rio de Janeiro, a Sede Histórica é a mais antiga escola do DeROSE Method, procurada para visita e práticas por praticantes do mundo inteiro!

    Um espaço reservado e agradável, que conta com uma infraestrutura planejada para uma experiência especial. Prezamos pelo conforto, bem estar e segurança dos nossos alunos e visitantes. Por todos os que aqui chegam, nossa Escola é conhecida como verdadeiro oásis em Copacabana.

     

    23092017_facebook_Materias_MetodoDeRose_960x960px

  • Receita de Lasanha de Berinjela

    Ingredientes:

    – 3 berinjelas médias e cruas;
    – 1 colher de café de sal;
    – Suco de ½ limão;
    – 2 xícaras de chá de farinha de trigo;
    – 1 ovo batido;
    – 2 xícaras de chá de farinha de rosca;
    – Óleo para fritar;
    – 1 lata de molho de tomate;
    – 200 g de queijo mussarela fatiada;
    – Azeitonas sem caroço cortadas;
    – 1 xícara de chá de queijo parmesão ralado;
    – 1 tomate cortado em rodelas;
    – 3 colheres de sopa de azeite;
    – Manjericão a gosto.

     

    Modo de Preparo:

    Aqueça o forno a 220ºC. Corte as berinjelas em fatias no sentido do comprimento. Coloque de molho em água com sal e o suco de limão durante 15 minutos. Escorra e esprema levemente. Passe cada fatia de berinjela na farinha de trigo, no ovo batido e por último na farinha de rosca. Aqueça bem o óleo e frite até dourar. Coloque sobre papel toalha para retirar o excesso de gordura. Em um refratário retangular, alterne uma camada de molho, salpique as azeitonas, uma camada de berinjela e uma camada de mussarela. Repita para formar mais de duas camadas. Termine com a mussarela e por cima o queijo parmesão ralado. Distribua as rodelas de tomate, regue com o azeite, salpique o manjericão e leve ao forno até gratinar.

    Captura de Tela 2017-09-13 às 17.29.32

     

  • Resumo do livro “Sucesso” do Prof. DeRose

    Um presente para você!
    Neste mês de aniversário da Sede Histórica, queremos compartilhar um resumo do mais novo livro do escritor DeRose: Sucesso!

     

    Captura de Tela 2017-09-11 às 14.51.18

     

    SUCESSO

    Livro para ser (re)lido muitas vezes e estudado, por quem quer crescer profissionalmente e como ser humano, pois cada página simboliza, literalmente, anos de experiência.
    Esta compilação de orientações nos leva muito mais que ao rumo de ganhar dinheiro o suficiente para viver com dignidade, promove a consciência de fazermos o que nos traz satisfação, permanecendo na ativa, sendo útil e expandindo nossa obra e legado.
    O melhor do livro, é que podemos aplicar cada ensinamento no dia a dia.
    Ao lidar com dinheiro, volátil energia, quanto mais apegado formos, mas ele foge de nós: é preciso fazer dinheiro sem ser dinheirista, pois “atrás de cada rico existe um demônio, e atrás de cada pobre existem dois” Yung. E podemos ir além: para reduzir a pobreza no mundo, é preciso ser bem sucedido “muito perde quem nada tem: a oportunidade de dar” DeRose.
    Aprendemos a estabelecer sintonia com o sucesso, podemos adotar mais ações de civilidade por dia, cultivando a cordialidade e reagindo com compaixão e tolerância. O fracasso das relações humanas se expande a todas as áreas, deixemos de ser descontentes e nos eduquemos para adaptarmo-nos. O livro tem ainda o objetivo de nos alavancar a um patamar de excelente comportamento e atitude, pois todas as circunstâncias vivenciadas incorporam-se ao nosso patrimônio corporal.
    “Cada erro cometido, é um virtude adquirida”: vamos aprendendo o que fazer e o que não fazer, ao perseguir uma carreira que nos é agradável, gostosa, divertida e estimulante. Para tanto é provável que acabemos trabalhando por nós mesmos, dando nosso máximo, deixando desabrochar a criatividade e realizando tudo com satisfação.
    Coworking pode ser uma opção neste caso, com compartilhamento de espaços e recursos, focando não apenas no lucro, mas também na sociedade. Sair do nocivo paradigma do emprego é fundamental, pois simboliza ultrapassar o milenar sistema de escravagismo e suas várias nuances. Só assim mudaremos da polaridade passiva e estática do empregado para a ativa e positiva do empreendedor: este está o tempo todo aprendendo e gerando ideias para o seu negócio, encontrando soluções para melhorar e progredir.
    Detalhes neste processo fazem toda a diferença: desde o tratar qualquer papel com respeito, passando pela linguagem que utilizamos e chegando a aprender e supervisionar todo o processo de legalização e contabilidade: assim cultivamos a liberdade para ousar e reinventar, bem como valorizamos cada pedacinho de patrimônio construído. Em outras palavras: tomamos a iniciativa e procuramos o que nos interessa, sendo ativos sempre.
    Para ir além, percebemos que não vale a pena ter sócios e perder a autonomia, muito menos pedir dinheiro emprestado a banco; que ter inimigos como um termômetro estressor pode ser o grande diferencial, que é preciso entrar de cabeça e queimar navios se preciso, tirando do âmago as soluções para continuar existindo.
    É preciso coragem para abraçar os próprios sonhos, inteligência para investir em si, diversificar as fontes de renda sem perder o foco e cobrar preços condignos, sabendo distinguir ativos e passivos para a produção de renda e para a predisposição à riqueza.
    Como estrutura de cada uma dessas escolhas, temos a honestidade, a ética e a capacidade de liderança afetuosa, carinhosa e precisa, carismática e eficiente. A qualidade de vida e a atitude afirmativa entram como temperos diários para sermos de fato bem sucedidos!