• Viajar é Vital por Leonardo Leite

    Quando morava em Saquarema, com meus 17 ou 18 anos, eu ficava me perguntando “Será que nunca vou sair daqui?”. Naquela época, as passagens eram bem caras e só viajava quem fosse rico. Eu ficava imaginando como era surfar no Havaí, a tão cobiçada Pipeline. Ficava me imaginando nos tubos perfeitos havaianos, mas minha realidade era outra.

    Um dia peguei uma revista de Bodyboard cuja capa dizia “Viajar é preciso”. Eu fiquei maluco. Era tudo o que eu queria pra mim e lá no fundo sabia que minha hora chegaria.

    Inconscientemente, antes de começar a praticar o DeRose Method, eu mentalizei tanto, mas tanto, que tudo acabou acontecendo. E conheci não só Pipeline, mas os melhores tubos desse planeta.

    Já surfei Teahupoo, Apocalypse, The Box, Pipeline e muitas outras ondas. É muito difícil surfar ondas tubulares, principalmente quando é a primeira vez, mas com o treinamento que faço de técnicas corporais, de respiração e concentração, eu ganho muita confiança em mim e consigo surfar com mais consciência e tranquilidade.

    Já tem dez anos que venho fazendo viagens com o propósito de surfar e, se fosse reescrever a matéria para a revista, eu mudaria o título da capa para “Viajar é vital”, porque é quando eu trago meus sonhos para o presente.

    unnamed-5
    Leonardo Leite demonstra sua técnica pegando um tubo